Andreia topo 970 x 90
Emoções

Inteligência Emocional nas crianças

Veja alguns pontos a serem trabalhados para o desenvolvimento da Inteligência Emocional dos pequenos.

28/05/2019 10h59Atualizado há 3 meses
Por: Andreia
91

As crianças espelham o comportamento dos pais. Somos o primeiro grande professor de nossas crianças e as nossas ações são registradas muito antes das palavras e representará um modelo de conduta a ser seguido.

É essencial que nos três primeiros anos de vida, focarmos em dar exemplos, tudo ficará registrado na mente dos pequenos, formando seus registros de vida, onde o cérebro buscará informações no futuro.

Antes mesmo da fala ser desenvolvida, devemos falar com nossos filhos sobre sentimentos, emoções, respeito ao próximo, da importância de tratar o outro com gentileza e saber se colocar no lugar no outro. Está é uma habilidade que pode e deve começar a ser desenvolvido na primeira infância.

Saber parar para ouvir a criança quando ele quiser nos contar algo é outro ponto super importante no desenvolvimento do coeficiente emocional. Isso dará a ela sentido de valor as emoções dela e do outro. Veja que muitas das frustrações na nossa infância era exatamente essa. 

Não termos o direito a palavra. Isso pode causar alterações no comportamento, desenvolvendo o sentimento de rejeição, responsável pelas maiores dificuldade de relacionamento na idade adulta, tornando-as adultos introvertidos, fechados e inseguro.

Dar atenção aos relatos dos pequenos é incentivar a comunicação das emoções. Incentive a verbalização das emoções negativas e positivas, e explique que elas fazem parte da vida de qualquer pessoa. Assim ela aprenderá desde cedo a gerir suas emoções, não se tornando no futuro prisioneiras de si mesmo.

Trabalhar a resiliência é outro fator primordial. Por instinto queremos lutar as batalhas de nossas crianças. Buscamos a todo custo poupa-los de perdas e frustrações e isso as impedirá de saber como agir diante dessas sensações e situações no futuro. O esporte e a arte são uma ótima opção para desenvolver essa aptidão.

Respeito as próprias emoções e as emoções alheia é mais uma ponto a ser bem estimulado. Isso fará que a criança respeite as diferenças e sabendo como se comportar diante delas. É um aprendizado pra toda vida.

Poupe as crianças da busca pela perfeição. Não somos seres perfeitos, logo nunca executaremos nada com perfeição. Estimule-a a executar suas tarefas com excelência, ou seja, com dedicação, doando-se ao máximo. O resultado será sempre o seu melhor.

Celebrar seus feitos as estimará prática da excelência e aprenderá a valorizar suas próprias ações, evitando uma vida de comparações e frustrações por não conseguirem a perfeição.

Quantos profissionais, super estudiosos, dedicados, que colecionam montanhas de certificados não conseguem prosperar porque não conseguem encontrar a perfeição e acabam desacreditando em si mesmas, fazendo com que tenham uma vida profissional estagnada?

Quantas coisas deixamos de fazer em nossa vida buscando condições para fazer com perfeição e acabamos por nunca executa-las?

Aprenda, o feito é melhor que o perfeito, sempre.

Esses são alguns pontos a serem trabalhados para o desenvolvimento da Inteligência Emocional dos pequenos. Colocá-los em prática já a fará toda a diferença em suas vidas

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.